Cronômetro mede atraso na publicação da Lista Suja do Trabalho Escravo

“Listômetro” é contador digital e também mostra há quantos dias Poder Executivo descumpre decisão da Justiça Trabalhista

Brasília – O Ministério Público do Trabalho (MPT) lançou na última sexta-feira, o“Listômetro”. Um contador digital que mede há quantos dias o Ministério do Trabalho e Emprego vem atrasando a publicação oficial do Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo, conhecido como Lista Suja do Trabalho Escravo. A publicação da lista é uma política de Estado recomendada pelo Ministério dos Direitos Humanos e referendada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).  Os empregadores arrolados na lista ficam impedidos de contratar com o governo e obter empréstimos financiados por instituições públicas.

Continue Lendo

Imprimir

MPT torna eletrônicos sistemas da área administrativa

Medida tem vantagens para usuários externos e internos à instituição

Florianópolis - No dia 02 de março o Ministério Público do Trabalho tornou eletrônico e uniforme em todo o Brasil seus processos administrativos com a implantação de dois novos sistemas: o Protocolo Administrativo Eletrônico e MPT Digital Administrativo. A implantação gradativa do novo sistema vem ocorrendo nas unidades do MPT desde dezembro de 2016.

Continue Lendo

Imprimir

Acordo em ação civil pública do MPT-SC é convertido em parque infantil inclusivo

Com brinquedos adaptados, espaço destina-se a crianças atendidas pelo Centro Catarinense de Reabilitação (CCR)

Florianópolis - Mais de 100 crianças com deficiência atendidas semanalmente pelo Centro Catarinense de Reabilitação (CCR) agora têm um novo motivo para sorrir. Na última quinta-feira (9), a instituição inaugurou um parque infantil, construído com recursos originados de um acordo firmado pela 5ª Vara do Trabalho (VT) de Florianópolis, numa ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT-SC) contra uma grande rede de supermercados da capital.

Continue Lendo

Imprimir

Audiência de conciliação evita greve de vigilantes e de trabalhadores de transportes de valores em SC

Acordo garante reposição de dinheiro nos caixas eletrônicos da CEF para os saques do FGTS

Florianópolis - Justiça do Trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT-SC) e as classes profissionais e patronais, formalizaram hoje o acordo que pôs fim ao dissídio coletivo entre as empresas de transporte de valores e diversos sindicatos que representam os vigilantes que atuam em bancos, empresas e órgãos públicos no estado.

Continue Lendo

Imprimir