MPT firma parceria com Inca para desenvolver projetos sobre câncer relacionado ao trabalho

Termo de cooperação técnica firmado nesta terça-feira (27) prevê elaboração de instrumentos para a prevenção, diagnóstico e tratamento de câncer em trabalhadores causado por exposição a agentes cancerígenos

Brasília - O Ministério Público do Trabalho (MPT) firmou nesta terça-feira (27) um acordo de cooperação técnica com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) para desenvolver ações, estudos e projetos sobre câncer relacionado ao trabalho. A parceria também prevê a elaboração de instrumentos para a prevenção, diagnóstico e tratamento de câncer em trabalhadores causado por exposição a agentes cancerígenos no ambiente de trabalho.

Imprimir

Santa Catarina ocupa a quinta posição em acidentes de trabalho no país, de acordo Observatório Digital de Segurança e Saúde no Trabalho

Os dados foram atualizados nesta segunda-feira pelo MPT e OIT. Os números também mostram os afastamentos por Covid-19

Florianópolis – O Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) realizaram nesta segunda-feira (26), webinar para lançamento da Atualização do Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho em Tempos de Covid-19. A atualização da plataforma mostra que, de 2012 a 2020, 21.467 trabalhadores e trabalhadoras sofreram acidentes fatais no Brasil, com uma taxa de mortalidade de 6 ocorrências a cada 100 mil vínculos de emprego no mercado de trabalho formal.

Imprimir

Segunda reunião de 2021 do Fórum de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas - SC

Florianópolis - Foi realizada na quinta-feira (15), por meio de videoconferência, a segunda reunião de 2021 do Fórum de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Estado de Santa Catarina. A pauta, a exemplo do primeiro encontro do ano, abriu espaço para instituições governamentais e não governamentais, que atuam na temática em nível nacional e internacional, relatarem suas experiências. São entidades que aos poucos vêm integrando-se ao FETP/SC na construção desta grande rede de prevenção e proteção às vítimas do tráfico humano.

Imprimir

Operação identifica trabalhadores com Covid-19 em propriedade rural de uma das maiores empresas de produção de tomates do Brasil

Denúncia de trabalho escravo foi investigada pelo MPT-SC e mais de cem trabalhadores farão teste e serão acompanhados pelo SUS em Lebon Regis. O trabalho escravo não foi caracterizado

Florianópolis - O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC) conclui na quarta-feira (13.04) uma operação conjunta de fiscalização para apurar denúncias de trabalho em condição análoga à escravidão na propriedade rural de uma das maiores empresas de produção e distribuição de tomates do Brasil, no interior de Lebon Regis, meio oeste do estado.  A investigação apurou as condições de trabalho, direitos trabalhistas e a saúde de mais de 100 trabalhadores, dez deles com exame positivo para Covid-19. A força-tarefa contou com a participação de policiais rodoviários federais do Comando de Operações Especiais (COE), auditores fiscais do trabalho do Ministério da Economia e de integrantes da Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina.

Imprimir